Author

Lucia Borges

Browsing

A  jardinagem trás diversos benefícios, as plantas alem de embelezar purificar o ar que respiramos. Porem elas nos ajudam muito mais do que isso, elas aliviam situações de ansiedade e estresse. Estar em um jardim e cuidar das plantas melhora muito nossa qualidade de vida. Obrigada por assistir, curta se gostou do video e se inscreva no canal caso ainda não seja inscrito. https://youtu.be/Ld3eFMfo74c

A chegada do verão e o aumento do calor favorecem a reprodução dos mosquitos e pernilongos, assim é importante nos proteger. Além do uso de repelentes, que podem ser naturais ou não, podemos também cultivar plantas aromáticas que repelem naturalmente estes insetos. Dentre elas podemos citar cinco espécies: a citronela, hortelã, manjericão, alecrim e lavanda que além de conter óleos essenciais que repelem pragas também deixam nossas casas mais charmosas. Em geral as plantas aromáticas e repelentes apreciam sol pleno, regas regulares e terra rica em matéria orgânica. A não ser a lavanda e alecrim que se desenvolvem bem também em terras mais arenosas. Para melhor efeito é interessante ter mais de um exemplar da planta, de preferencia para ser mais eficaz , devemos criar um conjunto ou maciço destas plantas. Exemplos de plantas e para que são repelentes: Alecrim: carrapatos, mosquitos, pulgas Citronela: borrachudos e pernilongos. Cravo-da-índia: moscas, formigas,…

É fundamental estudar a história dos jardins, pois é o reflexo do relacionamento humano com a natureza. A própria palavra jardim vem da junção do hebreu “gan” (proteger, defender) e “éden” (prazer, delícia) e expressa de certa forma a imagem de um pequeno mundo ideal, perfeito e privativo. Portanto, os grandes jardins da história são como um vocabulário do desenho idealizado da paisagem, como cada civilização desejava que ela fosse. É sobre essa tradição que se assentam nossas práticas e posturas em relação à paisagem. Jardim é um terreno onde se cultivam plantas ornamentais, úteis ou para o estudo, é também uma obra de arte, com elementos vivos e inertes, no qual o homem procura, nos momentos de lazer, um contato com a natureza. Estão presentes em todo percurso da história da humanidade e, certamente, em suas origens se vinculam à da própria agricultura, com a domesticação das primeiras plantas…

O que são PANC? Acrônimo com sonoridade engraçada, que às vezes remete ao punk (do movimento de rock que nasceu nos anos 70), foi criado recentemente pelo botânico e professor da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) Valdely Kinupp para caracterizar aquelas plantas que tem uso comestível/culinário mas que, por uma série de fatores, não são tão comuns no dia a dia das pessoas e nem tem visibilidade econômica…ainda! Conceito Plantas alimentícias não convencionais, muitas vezes velhas conhecidas de nossos avós e parentes do interior, algumas delas simplesmente caíram no ostracismo com o crescimento das cidades, sendo relegadas a segundo plano, consideradas como “comida de boi”, “mato”, “comida de pobre”, “famine food”, dentre outras denominações pejorativas. Geralmente são espontâneas, não cultivadas e mais resistentes a pragas, doenças e condições climáticas adversas que a maioria dos legumes, frutas e hortaliças que vemos nos sacolões. Também entram nessa categoria as partes não convencionais…

Ahhh as suculentas, impossível não se apaixonar por elas!! Fofinhas e coloridas, atualmente elas são as queridinhas do mundo das plantas. São típicas de regiões desérticas (principalmente da África, A.Norte e Central), resistem a grandes variações de temperatura e solos rochosos e pobre em nutrientes. Existem milhares de espécies de plantas suculentas, classificadas em várias famílias. A maioria pertence as aizoáceas, as cactáceas e as crassuláceas, com mais de mil espécies cada uma. No Brasil, temos mais de 100 espécies nativas e outas 22.000 espécies espalhadas pelo mundo A caracteristica principal dessas plantas é a capacidade de acumular água . Algumas espécies apresentam pêlos, outras uma camada de cera que previnem contra a perda da agua armazenada principalmente nas folhas e caules, ou ainda no tronco ou raizes. Os cactos, as rosas do deserto (Adenium), os agaves e a espada de São Jorge (Tradescantia), são as suculentas mais conhecidas. Apresentam…

INTRODUÇÃO: Todas as plantas necessitam de ar, luz, água, temperatura, mistura de plantio, nutrientes para se desenvolverem. Porem a quantidade de cada um destes elementos varia conforme o local de cultivo das plantas. No vídeo de hoje iremos mostrar o que significa cada dica dada nos vídeos de plantas daqui do canal. DICAS DE CULTIVO: LUZ: toda planta precisa de luz para se desenvolver, a melhor luz é a do sol (mesmo que seja indireta). sol pleno: é quando a planta necessita de luz solar direta (ideal que seja no mínimo 4hs)  meia sombra: é a luz solar filtrada, ou ambiente que tenha intensa claridade podendo até receber um pouco de luz direta nas horas mais amenas do dia (início ou final do dia) sombra: é o ambiente sem sol direto, porém uma boa claridade. Porém se for muito obscuro não favorece a planta. REGA: toda planta precisa de água…

Conceito: Grupo de plantas caracterizado por crescimento horizontal e porte baixo. Cobre a superfície do solo, formando verdadeiros tapetes vivos. As forrações agem como neutralizadoras dos agentes da erosão além de conferir ao jardim a necessária função estética de integração com os demais elementos verticais. Oferecem, ao paisagismo, inúmeras alternativas de cores, texturas e tamanhos. Características: As forrações, ao não ser as gramíneas, não toleram o pisoteio, sendo, portanto, impróprias para áreas de circulação. Podem ser permanentes ou anuais no que diz respeito a seus ciclos vitais. São cultivadas pela beleza de sua folhagem ou pela riqueza do colorido de suas flores. Existem espécies que se adaptam ao sol pleno ou à sombra. Possuem portes variados conforme a classificação a seguir:  Plantas com até 20cm de altura: são aquelas mais rasteiras, que cobrem o solo. Agem como conservadoras de umidade, pois, promovem frescor às outras plantas. Exemplos: ajuga, gramados, vedelia,…

INTRODUÇÃO: A rosa do deserto é uma planta que tem sido muito procurada e requisitada. E até já fiz outro vídeo que plantei em uma bacia vitrificada. E atendendo a pedidos vou dar mais dicas de plantio, germinação e como fazer mudas desta linda planta. Inclusive aplicando dicas dadas aqui pelos seguidores como também de outros canais daqui do Youtube especializados neste assunto, como a Apolonia Grade e a Fran Natura. 3 DICAS BÁSICAS DE CULTIVO:  Planta necessita de sol pleno A mistura de plantio deve ser porosa ou fibrosa A rega deve ser moderada DICAS PARA PLANTIO:  Uso de vaso cerâmico ou bacias Drenagem: uma camada de brita 0 A mistura de plantio fibrosa: uma parte de composto orgânico fibroso, palha de arroz carbonizada e pó de fibra de coco Plantio da muda desfazendo um pouco o torrão Para acabamento uso de pedriscos Poda de alguns ramos que achar…