Category

Videos

Category

INTRODUÇÃO: A rosa do deserto é uma planta que tem sido muito procurada e requisitada. E até já fiz outro vídeo que plantei em uma bacia vitrificada. E atendendo a pedidos vou dar mais dicas de plantio, germinação e como fazer mudas desta linda planta. Inclusive aplicando dicas dadas aqui pelos seguidores como também de outros canais daqui do Youtube especializados neste assunto, como a Apolonia Grade e a Fran Natura. 3 DICAS BÁSICAS DE CULTIVO:  Planta necessita de sol pleno A mistura de plantio deve ser porosa ou fibrosa A rega deve ser moderada DICAS PARA PLANTIO:  Uso de vaso cerâmico ou bacias Drenagem: uma camada de brita 0 A mistura de plantio fibrosa: uma parte de composto orgânico fibroso, palha de arroz carbonizada e pó de fibra de coco Plantio da muda desfazendo um pouco o torrão Para acabamento uso de pedriscos Poda de alguns ramos que achar…

As suculentas podem ser reproduzidas por diversas maneiras porém as mais fáceis são por estacas de folhas, caules e ou divisão de mudas. Para estacas de folhas basta destacar folhas da planta e colocar sobre areia ou terra sem cobrir. O mesmo procedimento é feito para estacas de caules. Para dividir uma touceira é interessante tirar a planta da terra e separar as mudas. Uma mistura boa para incentivar o enraizamento é a base de areia, que pode ser pura ou enriquecida com substratos de plantio ou terra vegetal. Deve deixar as estacas e novas mudas em local arejado e na meia sombra.

É possível cultivar plantas mesmo quando não se tem muito espaço. Pequenos vasos com plantas dão charme em ambientes. Seja em estantes, mesas, aparadores ou mesmo em paredes as pequenas plantas formam arranjos muito charmosos. Para isso é necessário que o local tenha boa claridade e ventilação. Os recipientes depende das plantas a serem usadas, mas podem ser por exemplo de cerâmica vitrificada, cachepots de vidro, cachepots de metal ou madeira. Além das espécies apresentadas muitas outras podem compor pequenos espaços.

As Fuchsias conhecidas popularmente como brincos de princesa são lianas nativas da América do Sul, inclusive do Rio grande do Sul. Possuem caules frágeis que devem ser guiados e tutorados em estacas ou treliças. Durante a primavera e verão surgem lindas, delicadas e várias flores pendentes. São várias cores, partindo dos tons de rosa. Existem também variedades pendentes ideais para vasos pendentes e jardineiras suspensas. Apreciam meia sombra ou sol pleno uma parte do dia. Regas frequentes sem solo encharcado. Se reproduzem por estacas.

As bromélias pertencem à uma família botânica com mais de três mil espécies de plantas. O Brasil possui grande quantidade de bromélias nativas. Elas quase sempre crescem em forma de rosetas e acumulam água no “copo” central. Possuem tamanhos, cores e texturas variadas. Podem ser epífitas (que vivem nas copas das árvores), rupícolas (que vivem nas rochas) ou terrestres. Algumas são de meia sombra e outras são de sol pleno. São cultivadas pela beleza de suas formas, folhas ou flores. Após a floração e frutificação elas morrem, porém, normalmente, brotam novas na base da planta mãe. São muito exploradas para compor o paisagismo tropical. Ao contrário do que se pensa os “copos” das bromélias não são locais que atraem o mosquito da dengue. Pode até ter outras larvas de insetos. É por lá que essas plantas se alimentam. A borra de café ajuda a controlar a quantidade de larvas e…

Ter frutíferas bem integradas ao jardim é garantia de pássaros, boa sombra e da delícia dos frutos. Você pode cultivar frutíferas até em vasos se o espaço não permite um pomar maior. Implantação do Pomar  O pomar deve, estar localizado próximo à residência, de modo a permitir frequentes visitas, propiciando, inclusive, condições para o consumo de boa parte da produção diretamente da planta.  Decida as espécies, quantidades e variedades a serem plantadas. O pomar doméstico pode ser misto ou de uma só espécie.  Distribuia as espécies escolhidas, procurando agrupar espécies com exigências semelhantes. Espécies maiores devem ficar “atrás” das menores em relação ao sol. Em terrenos em declives as plantas menores devem ficar na parte mais alta do terreno.  Sempre que possível o terreno deve se voltar par ao Norte e ser protegido do vento Sul.  As covas para plantio devem ser de no mínimo 60×60 cm. Classificação das Frutíferas:…

Plantar e colher é muito prazeroso. Poder fazer isso junto com as crianças é um dos melhores presentes que podemos dar a elas. Leve as crianças para o jardim, ensine a olhar, regar e cuidas das plantas. Além disso faça com que elas semeiem seus alimentos, elas irão ter prazer em colher e comer o que plantaram. Para isso colete sementes das frutas, verduras e legumes. Preparem os recipientes com terra fofa, semeiem e reguem. Cada legume demora um tempo diferente para germinar. Faça com a criança acompanhe o desenvolvimento das plantas. Aprender a cuidar das plantas desde criança é aprender a ter amor por elas, é proteger a natureza!

As cicas e os buxinhos são plantas que, apesar de serem exóticas, estão muito presentes nos jardins e no paisagismo brasileiro. Indicadas para ambientes ao sol pleno podem compor jardins, vasos e canteiros. Estas plantas são muito vistas em composições clássicas, porém bastante frequentes nos jardins contemporâneos. O buxinho aceita poda e é largamente utilizado em forma de bola. Porém existem várias formas inclusive retilíneas. São plantas rústicas se adaptam a diversos tipos de clima e solos. O buxinho se reproduz por estaquia e a cica por mudas que surgem na base das plantas.

A irrigação por capilaridade é um processo que a água entra em contato com a planta através da osmose, ou seja vai de um local que tem mais agua para aquele que tem menos. Normalmente é usado um reservatório de água debaixo do canteiro ou vaso e elementos para servir de ponte ou contato entre a água e a terra. Em canteiros ou lajes pode ser usada água de chuva. Existem vasos de diversos tamanho e modelos que possuem esse sistema, como também quadros vivos. Porém podemos fazer um vaso desse usando garrafa pet. Basta cortar a garrafa, furar a tampa, passar barbante no furo, e encaixar a parte de cima, ao contrário, na parte de baixo. Plantar a muda na parte de cima e colocar a água na de baixo. Quando necessário coloque mais água no reservatório. Faça o seu vaso auto-irrigável, um sistema simples e econômico de regar…