Tag

fruta pão

Browsing

Aproveitando a viagem de férias para o nordeste, tivemos a oportunidade de ver e saborear varias frutíferas tropicais!

Escolhemos sete espécies para ilustrar o vídeo!

Acerola (Malpighia emarginata):

Cultivada em quase todo Brasil, porém mais precisamente no Norte e Nordeste. É nativa das Antilhas.|

 

Cacau (Theobroma cacao):

Cultivado nas regiões tropicais do Brasil. Possui folhas e frutos grandes, com flores pequeninas presas ao caule. A polpa dos frutos podem ser consumida in-natura, como também nos sucos e geleias. As amêndoas secas devem ser moídas para fabricação de chocolates!

 

Caju (Anacardium occidentale):

É nativa do Norte e Nordeste do Brasil. É uma espécie arbórea de copa larga e ramificada, podendo alcançar mais de 10 metros de altura. Uma curiosidade é que o fruto verdadeiro do caju é a cápsula que envolve a castanha. A polpa é um pseudofruto.

 

Fruta pão (Artocarpus altilis):

Árvore nativa da Ásia, muito cultivada nos pomares domésticos das regiões tropicais do Brasil. Tem folhas muito ornamentais que lembra o Imbé. Frutos doces, arredondados e verdes.

 

Jaca (Artocarpus heterophyllus):

Nativa da Ásia e foi introduzida no Brasil no período colonial. Tem frutos grandes que quando maduros são consumidos in-natura. As sementes podem consumidas torradas ou cozidas. É considerada PANC quando consumida ainda verde, tem textura de carne desfiada.


Jenipapo (Genipa americana):

É nativo da América tropical, seu nome em guarani significa fruta que serve para pintar (frutos usados ainda verdes). Quando maduros são doces e usados em licores, xarope ms e doces. Esses frutos tem cheiro forte e bem característico. Essa planta tem diversos benefícios medicinais.

Coité (Crescentia cujete):

Árvore de pequeno porte com frutos esféricos e redondos. Seu nome popular significa vasilha ou panela. Frutos maduros têm cascas rígidas e resistentes, são usados como vasilhas de cozinha e também na produção diversos artesanatos. Da polpa são feitos xaropes e as sementes podem ser consumidas quando cozidas.