Tag

vida no jardim

Browsing

7 LINDAS FLORES de SOL PLENO para ter no seu JARDIM

Existem diversas plantas que necessitam de sol pleno para florescer! Porém algumas apreciam climas mais frios, como é o caso das Azaleias e Hortênsias. Como outras se desenvolvem melhor no calor e não suportam frio. Assim foi selecionado sete espécies que florescem bem ao sol pleno nas mais variadas regiões do Brasil.

1) Portulaca ou Onze horas: planta herbácea, suculenta que abrem suas flores nas horas mais quentes do dia. Ótima opção para forrações no Jardim, como também lindas plantas para vasos suspensos!

2) Vinca: planta de fácil cultivo, com flores brancas, rosadas, avermelhadas ou lilases! Formam lindos maciços nos jardins e canteiros.

3) Camará: linda planta arbustiva, de flores multicoloridas que atraem borboletas. Existem varias espécies e são muito colocadas em jardins públicos, por serem de fácil cultivo!

4) Ixora: planta arbustiva com inflorescências duradouras em forma de pequeno ma bouquet. Existem algumas espécies com diferentes tamanhos e coloração de flores que podem ser: alaranjadas, amareladas, rosas e avermelhadas.

5) Hibisco: arbusto de grande porte muito cultivado como cerca viva. Existem diversas espécies e variedades (inclusive comestíveis). Atraem abelhas e beija-flores.

6) Primavera: planta trepadeira de grande porte e fácil cultivo. Com inúmeras variedades de cores nas inflorescências. Necessita de ser apoiada em suportes resistentes.

7) Jasmim Manga:: Árvore escultural de caule suculento e lindas flores perfumadas. Pode ser cultivada em vasos e jardins.

Dicas importantes para o sucesso com essas plantas é adequar a rega. Regue com mais frequência quando cultivadas em climas quentes, em vasos ou na fase de adaptação!

Palmeira Azul
Nome botânico: Bismarkia nobilis

É uma das palmeiras mais apreciadas no mundo atualmente! É majestosa, com caule solitário que chega alcançar mais de 15 metros de altura, sendo que no local de origem, Madagascar, pode crescer até 30 metros. Suas folhas são grandes, rijas, plissadas em forma de leque. Tem a coloração azul-acizentada que se destaca no Jardim! Possui inflorescências com flores discretas, sem valor ornamental! É uma planta dióica, ou seja, possui flores masculinas e femininas em plantas diferentes. Sendo apenas as plantas femininas que, quando fecundadas, produz frutos.

Sobre o cultivo, essa palmeira tropical se adapta bem aos climas subtropicais e temperados que não tenham invernos muito rigorosos. Necessita de sol pleno e grande área para seu melhor desenvolvimento. Não é exigente quanto ao tipo de solo e adubações.

Sobre a reprodução é apenas feita através das sementes. O processo é bem lento. Ideal colher frutos bem maduros, do chão. Retirar a polpa e lavar a semente. Colocar as sementes sobre terra arenosa mantida úmida e na meia sombra. Cobrir levemente com a terra. A germinação pode demorar até cinco meses. Uma dica para acelerar o processo é deixar as sementes de molho em água por uma semana antes de colocar para germinar.

Sobre o uso paisagístico é ideal para se destacar em jardins, podendo ser colocada uma planta ou formar pequenos grupos em espaços maiores. O azulado das folhas se destacam em meio ao verde das outras plantas.

Aproveitando a viagem de férias para o nordeste, tivemos a oportunidade de ver e saborear varias frutíferas tropicais!

Escolhemos sete espécies para ilustrar o vídeo!

Acerola (Malpighia emarginata):

Cultivada em quase todo Brasil, porém mais precisamente no Norte e Nordeste. É nativa das Antilhas.|

 

Cacau (Theobroma cacao):

Cultivado nas regiões tropicais do Brasil. Possui folhas e frutos grandes, com flores pequeninas presas ao caule. A polpa dos frutos podem ser consumida in-natura, como também nos sucos e geleias. As amêndoas secas devem ser moídas para fabricação de chocolates!

 

Caju (Anacardium occidentale):

É nativa do Norte e Nordeste do Brasil. É uma espécie arbórea de copa larga e ramificada, podendo alcançar mais de 10 metros de altura. Uma curiosidade é que o fruto verdadeiro do caju é a cápsula que envolve a castanha. A polpa é um pseudofruto.

 

Fruta pão (Artocarpus altilis):

Árvore nativa da Ásia, muito cultivada nos pomares domésticos das regiões tropicais do Brasil. Tem folhas muito ornamentais que lembra o Imbé. Frutos doces, arredondados e verdes.

 

Jaca (Artocarpus heterophyllus):

Nativa da Ásia e foi introduzida no Brasil no período colonial. Tem frutos grandes que quando maduros são consumidos in-natura. As sementes podem consumidas torradas ou cozidas. É considerada PANC quando consumida ainda verde, tem textura de carne desfiada.


Jenipapo (Genipa americana):

É nativo da América tropical, seu nome em guarani significa fruta que serve para pintar (frutos usados ainda verdes). Quando maduros são doces e usados em licores, xarope ms e doces. Esses frutos tem cheiro forte e bem característico. Essa planta tem diversos benefícios medicinais.

Coité (Crescentia cujete):

Árvore de pequeno porte com frutos esféricos e redondos. Seu nome popular significa vasilha ou panela. Frutos maduros têm cascas rígidas e resistentes, são usados como vasilhas de cozinha e também na produção diversos artesanatos. Da polpa são feitos xaropes e as sementes podem ser consumidas quando cozidas.