Orquídeas

7 orquídeas para sua casa

As orquídeas pertencem à uma família botânica com cerca de 35mil espécies. São apreciadas a muitos anos, mais de 1000 anos antes de Cristo. Não são parasitas.

Espécies:

  1. Catleia – Cattleya sp. (epífita, normalmente hibridas, com folhas duras com pseudobulbos e flores grandes em diversas cores, climas quentes)
  2. Cimbídio – Cymbidium hybrid (terrestre, folhagens longas e lineares, inflroescencias em hastes longas com varias cores de flores , clima frio)
  3. Dendróbio, olho de boneca – Dendrobium sp. (epífitas, caules longos marcados por nós aonde despontam folhas pequenas lanceoldas e flores de diversas cores (clima tropicais e temperados) suportam sol pleno
  4. Denphal – Dendrobium hibrido (epífita, com caulese folhas típicas dos dendróbios, porém hastes florais semelhantes as falenópsis, varias cores)
  5. Falenópsis, orquídea borboleta – Phalaenopsis sp. (grupo de plantas com folhas largas verde escuras e hastes florais longas, elegantes, com flores brancas ou rosas ou diversas cores e manchas, existem as mini em menor tamanho, clima tropical úmido – cuidado em não deixar acumular água no miolo das flores novas.
  6. Oncidio, chuva de ouro – Oncidium hybrid (possui pseudobulbos achatados e folhas longas, inflorescências longas e inúmeras flores pequenas amarelas com estrias vermelhas, climas tropicais com variações de temperatura do dia para noite)

Cultivo:

  • LUZ: Meia sombra para a maioria das espécies, porém existem espécies que toleram sol pleno.
  • REGA: Moderada (deixando secar o substrato antes de molhar novamente).
  • TERRA: Substrato fibroso, normalmente fibra de coco, xaxim, cascas de pinus ou esfagno. No caso de fibra de coco ou casca de pinus importante ser tratada.
  • ADUBAÇÃO: Específica para orquídeas, de preferencia liquida (para não entupir os poros das fibras). Uma dica interessante é fazer a calda de esterco.
  • PODA: De limpeza retirando partes secas e murchas, usar canela em pó para cicatrizar.
  • REPRODUÇÃO: Depende da espécie divisão de touceira, sementes ou estacas

Curiosidades:

  • Adubação deve ser feita na época de mais desenvolvimento da planta, quando estão brotando folhas novas.
  • A rega deve ser mais frequente em climas mais quentes, nas estações de desenvolvimento da planta ou naquelas que possuem as folhas mais finas e sem pseudobulbo.
  • As melhores formas de cultivo de orquídeas (principalmente as epífitas) é amarradas em árvores. Porém pode se cultivar em ambientes como jardins verticais ou orquidários telados e protegidos.
  • Importante observar a cor das folhas das orquídeas, muito amareladas é sinal que está recebendo luz em excesso, mais escuras falta de luz e pintas pretas excesso de água ou doença fúngica.
  • Para tratar a fibra de coco ou casca de pinus deixar em água (trocando diariamente a água) até sair o pigmento.
Imagem padrão
Lucia Borges
Artigos: 24