Planta semi-herbácea, epífita com caule curto. Folhas muito ornamentais, grandes, lanceoladas, coriáceas(espessas), brilhantes e com pecíolos entumecidos como se fosse pseudo-bulbos. A inflorescência é semelhante ao do antúrio e espatifilos, porém é esporádica e tem pouco valor ornamental por dar no meio das folhas.

NOME BOTÂNICO: Philodendron martianum

ORIGEM: Espécie nativa da mata atlântica brasileira

Planta semi-herbácea, epífita com caule curto. Folhas muito ornamentais, grandes, lanceoladas, coriáceas(espessas), brilhantes e com pecíolos entumecidos como se fosse pseudo-bulbos. A inflorescência é semelhante ao do antúrio e espatifilos, porém é esporádica e tem pouco valor ornamental por dar no meio das folhas.

CULTIVO:

  • LUZ: meia sombra

  • REGA: Moderada.

  • TERRA/SUBSTRATO: rica em matéria orgânica

  • ADUBAÇÃO: equilibradas

  • PODA: não exigente

  • REPRODUÇÃO: sementes e estacas quando a planta estiver mais velha

USO PAISAGÍSTICO:

Em vasos em canteiros e jardineiras à meia sombra. Inclusive ambientes internos com boa luminosidade. Pode também ser colocado na base de árvores.

CURIOSIDADES:

  • Aprecia clima quente e úmido, mas suporta o frio subtropical sem geada.
  • Pseudobulbo é esponjoso
 

Imagem padrão
Lucia Borges
Artigos: 26